sexta-feira, 22 de maio de 2009

:)




Polo Norte - Pura Inocência



A vida é tão diferente
Aquilo que sonhamos
Talvez o nosso mal seja acordar
Não sei o meu futuro
Para lado firmamento
Agora não consigo lá chegar
Estou a sentir, a minha voz perdida no deserto
Mas sou quem diz
A vida deixa sempre a porta aberta
P'ra quem eu possa lá entrar
E quem sabe regressar
À mais pura inocêcia
Oh Oh Oh Oh
A vida é tão diferente
Os sonhos que lembramos
Eu sei que o nosso mal é recordar
Vi o teu futuro
P'ra lado nosso tempo
Agora não consigo lá voltar
Estou a sentir
A minha voz perdida no deserto
Oh,Oh
Mas sou quem diz
Que a vida deixa sempre a porta aberta
P'ra quem sabe te encontrar
E quem sabe te encontrar
À mais pura inocência
Oh,oh,oh,oh
Oh,oh,oh,oh

7 comentários:

Sabor a Mim disse...

Olá Cat :)

Agora fizes-te lembrar (com esta musica) aquele louco tresloucado que foi aos Idolos cantar, ou melhor, assassinar esta linda musica dos Polo Norte... lembras-te?

Olha, acabas-te de me dar uma bela ideia para o próximo post!

Passa lá no meu blog, e vais ver a surpresa!

Ah!
Leva lencinhos de papel porque vais chorar a rir... aquilo sim é o verdadeiro CROMO :)

Beijocas e bom fds!

*B* disse...

Não aprecio Pólo Norte, mas adoro esta letra!

Beijinho, querida*

Saltos Altos Vermelhos disse...

está linda essa letra!

Bloguótico disse...

Boa música! :)

Pedro Barata disse...

Grande música dos meus vizinhos! ;)
Beijinhos

alma disse...

"A vida deixa sempre a porta aberta
P'ra quem eu possa lá entrar
E quem sabe regressar
À mais pura inocêcia"

uma porta ou janela...agora regressar à inocência, acho que nunca mais regressamos.

Incapaz disse...

Não era suposto estar no outro blog? :D